Páginas

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Punição justa ao Timão?

Por Gabriel Duque

A tragédia de Oruro com a morte do jovem boliviano Kevin Douglas Beltrán Espada, de 14 anos, consternou o mundo e sua repercussão instantânea já resultou em punição da Conmebol para o Corinthians, que jogará suas partidas como mandante na Libertadores de 2013 com portões fechados. O clube pode apresentar recurso em até três dias, mas o mais sensato seria aceitar a sanção e não se omitir de sua parcela de culpa. Para coibir as atitudes de violência, tem que haver regras mais rígidas e penalizações aos clubes. Acabar com a impunidade é o caminho e seria exemplar se o Timão apenas concordasse com sua punição.

Não defendo que o time alvinegro tenha sido o responsável pela morte do menino e, com certeza, a maior responsabilidade disso tudo é da própria Conmebol. Pela sua falta de cuidado e zelo com a competição, pela falta de segurança que sempre imperou, pelo desleixo com as equipes que jogam fora de seus países. Numa tragédia como essa, há sempre uma caça às bruxas e a polícia boliviana, pressionada pela comoção popular, mantém presos 12 torcedores do clube paulista.

No entanto, uma sequência de erros de todas as partes acabou provocando o suposto acidente, afinal, se é proibida a entrada de sinalizadores em campo, o sujeito que leva o material já está cometendo um delito. A polícia, que deixa passar o sinalizador na revista, comete a sua falha também. Os outros torcedores, que veem o cidadão acendendo um foguete na arquibancada, também são coniventes. O time dono da casa que não dá segurança às pessoas no estádio também falhou. E o Corinthians, que é responsável pelos torcedores que viajam em seu nome a outro país, também tem seu deslize.

Todos erraram, mas o rapaz, dono do artefato, foi o primeiro a sumir depois do ocorrido. Enquanto 12 estão presos, o verdadeiro culpado está solto. Ele foi o causador da morte de um menino, cuja vida não voltará mais qualquer que seja a punição aos envolvidos no episódio. Que sirva de exemplo a todos os torcedores, de todas as torcidas, para fazermos do esporte um lugar de alegria e não de tragédias.

2 comentários:

  1. A punição é justa e eu explico o porquê penso desta fora.

    O Corinthians deixa de lucrar, no mínimo, R$ 10 MILHÕES. Sim, é muita coisa e eu sei que a vida de uma pessoa não há dinheiro que pague. Mas esta é outra discussão.

    Ficar sem ver o time em campo vai deixar todos os torcedores putos da vida. Assim, da próxima vez que um boçal aparecer com algum objeto de fogo num jogo do Timão ele será linchado.

    Qualquer punição seria justa, inclusive a eliminação do torneio. O Time não tem responsabilidade pelo torcedor? Tem sim. Todos sabem que a diretoria banca esses caras.

    Quando a torcida fez algo nunca visto antes no Japão era o corinthians. Agora que mataram um garoto não é mais? Claro que é!

    Eu quero deixar bem claro que, para mim, o cara não teve a intenção de matar alguém. O disparo foi feito sem a intenção. A rajada passou raspando a cabeça dos corintiano, isso me faz acreditar que foi um acidente. Porém, o erro está ao levar aquela merda de fogo para um campo de futebol.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...